Satori Dojo Aikido

Pensamentos de Velhos Monges: O Mestre e o Discípulo Imprimir
Espiritualidade/Zen
Sáb, 02 de Agosto de 2008 17:21

Estava um mestre e seu discípulo a caminhar por uma estrada quando avistaram uma casa de madeira antiga. Foram a até o casebre e lá chegando foram recepcionados pelo dono da casa, que ofereceu água e comida para os dois.

No almoço o mestre pergunta: - O que o senhor faz para manter sua esposa e seus cinco filhos? O homem responde: - Eu tenho uma vaca que me fornece o leite, deste leite faço queijo para consumo e o resto levo até a vila aqui perto e lá troco por mantimentos necessários para manter toda a casa, a vaca é nossa vida.
Depois do almoço os dois agradeceram pela hospitalidade e despediram-se do bom homem.

Ao chegarem na estrada o mestre diz ao discípulo: - Vá até aquela ribanceira e empurre a vaca daquele homem abaixo para que a mesma morra. O discípulo responde:

- Mestre, toda a família daquele homem depende daquela vaca, se a matar como aquela família se manterá? E o mestre repetiu: - Empurre aquela vaca na ribanceira para que morra.

O discípulo com o coração apertado obedeceu o mestre e precipitou aquele animal naquele profundo buraco.
O discípulo incomodado partiu com o mestre, sofrendo e chorando arrependido. Ao longo de dois anos aquele aluno daquele mestre aprendeu muitas coisas, mas não conseguia esquecer daquele bom homem dono daquela vaca, e em seus sonhos a cena daquela vaca precipitada era uma constante.
O discípulo já não aguentava mais viver com aquilo, abandona seu mestre e parte até aquela velha casa afim de pedir perdão ao homem e sua família.
Ao virar a curva próximo do lugar onde tinha sido recebido a dois anos atrás pelo homem simples, não conseguiu encontrar o casebre, somente localizou uma grande casa ladeada por outras três mais simples.
O moço pensou: Aquele homem teve que vender suas terras e deve ter partido para algum lugar longínquo.
O moço entra pela porteira em direção a grande casa e sendo abordado por um senhor desconhecido perguntou:

- A dois anos vim a este lugar e aqui morava um homem simples e sua família, para onde foram, o senhor sabe informar?
E o senhor responde: - Este homem ainda mora aqui e é meu patrão, um momento que vou chamá-lo.
O homem ao chegar, foi rapidamente indagado pelo moço:
- Como o senhor conseguiu construir tudo isto que hoje vejo, se a dois anos o senhor morava em um casebre?
O homem responde:
- A dois anos eu dependia de uma vaca para manter minha família, mas a mesma caiu em um precipício e morreu. Fiquei muito triste e preocupado, mas comecei a achar alternativas para sustentar minha família e ao longo de dois anos fui abençoado e consegui obter o que hoje estais vendo.